Convento de São Paulo reabilitado após 50 anos de “abandono violento”

Escrito por Público | 07 de Novembro de 2016

"ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, PROPRIETÁRIA DA QUINTA DE S. PAULO, ONDE SE LOCALIZAM TAMBÉM AS RUÍNAS DO CONVENTO DOS CAPUCHOS, ASSINOU CONTRATO PARA OBRAS QUE VÃO PERMITIR USUFRUTO DO MONUMENTO DO SÉCULO XIV".

“O Convento de São Paulo, monumento de 1383, construído numa das encostas da Serra da Arrábida, e que se encontra encerrado há 50 anos, vai voltar a poder receber visitas no próximo ano após obras de reabilitação anunciadas nesta segunda-feira e que vão arrancar este mês."
"A Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), proprietária da Quinta de S. Paulo, onde se encontra o convento com o mesmo nome, adjudicou nesta segunda-feira o contrato de reabilitação, à Signinum, Gestão de Património Cultural, uma empresa especializada que fez, entre outros, os recentes trabalhos de recuperação da Torre dos Clérigos, no Porto, e do Museu dos Coches, em Lisboa."
"A obra, no valor de 400 mil euros, tem um prazo de execução de seis meses, pelo que o presidente da AMRS, Rui Garcia, estima que o monumento possa estar pronto a receber visitas antes do “final do primeiro semestre” de 2017."
"Além da recuperação do monumento, formalmente designado Antigo Convento de Nossa Senhora da Consolação de Frades da Ordem de São Paulo, de Alferrara, a AMRS assinou, com a mesma empresa, um segundo contrato para a reabilitação, também, da Casa da Nora, um edifício anexo ao convento.”