“Basílica de S. Pedro em Guimarães vai restaurar nove esculturas”

Escrito por JORGE OLIVEIRA, DIARIO DO MINHO | 23 DE FEVEREIRO DE 2019

“A Irmandade do Príncipe dos Apóstolos São Pedro acaba de dar início a um projeto de conservação e restauro de várias esculturas de arte sacra do espólio da Basílica de São Pedro, no Toural, em Guimarães."

"Sara Martins, conservadora e restauradora da Signinum – Gestão do Património Cultural, empresa a que foi entregue o trabalho, indicou que a intervenção na imagem do patrono localizada no lado direito do altar não precisa de grandes tratamentos invasivos, mas será necessário fazer um estudo pormenorizado no sentido de se perceber que intervenções se realizaram na peça ao longo do tempo."


"Este estudo, disse ainda a conservadora, vai permitir conferir se a datação – estima-se que a imagem seja do século XVIII – é válida ou não, e indicar se é necessário fazer mais testes. Essencialmente vamos estabilizar a peça e dar-lhe novamente o esplendor que ela tinha não inicialmente quando foi produzida, porque já percebemos que a peça tem várias camadas de decoração, mas vamos manter esta camada porque neste caso não se trata de um repinte, mas de uma repolicromia, ou seja, é uma camada que apesar de não ser a original tem qualidade, logo não a vamos remover, vamos sim deixar alguns testemunhos do que é possível ver sob aquela camada, explicou a restauradora que conseguiu identificar já duas intervenções. Segundo a técnica, aquela imagem de S. Pedro será do séc. XVIII por aquilo que mostra a nível de decoração, mas a nível do entalhe (forma) poderá ser um pouco mais antiga, daí a importância de fazer a análise e estudo da peça, que ficarão concluídos ao mesmo tempo, antes da solenidade de S. Pedro."